sexta-feira, 27 de Setembro de 2013

Adelino Soares não quer esclarecer a população



Está a terminar a campanha eleitoral para as eleições autárquicas, a realizar no próximo dia 29 de Setembro, e o Senhor Adelino Soares não aceitou o desafio de fazer um debate com o Eng. Gilberto Viegas para esclarecer a população.

Não aceitou porque não era capaz de explicar e provar as seguintes questões:

Porque é que a divida da Câmara Municipal aumentou de cerca de 5 milhões de euros, com obra, para 15 milhões de euros, sem fazer obra ?

Porque é que contratou a Grata Missão do Sr. Candidato Afonso Nascimento ?

Porque é que notificou os proprietários para recuperarem as suas casas e não teve a mesma atitude com o Sr. Sousa Cintra para recuperar as suas em risco de derrocada no centro de Sagres ?

Porque é que trocou com o Sr. Sousa Cintra um caminho publico, pela anulação de outro caminho publico e ainda fazer-lhe as infraestruturas de água, esgotos e eletricidade para a sua vivenda do Martinhal ?

Porque é que não cumpriu com a indicação dada pelo ICNF (Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas) para mandar demolir o muro no Martinhal, propriedade do Sr. Sousa Cintra ?

Porque é que, quando era presidente do Bombeiros de Vila do Bispo, recebeu                 € 845.939,40  para a construção do quartel e só pagou ao empreiteiro € 554.400,74 ?

Porque é que faltam € 185.220,24 nas contas dos bombeiros quando ele foi presidente daquela associação ?

 Qual o motivo que o levou a arrendar a bomba de Abastecimento de Combustível à Alves Bandeira por € 1.000 por ano, por um período de 35 anos sem aumentos ?

Porque é que comprou o Monte de S. António por € 1.500.000, quando estava a ser vendido em hasta pública pelas Finanças por € 931.630, pagando mais € 568.370 que o valor base ?

Não aceitou o debate porque não era capaz de negar, provando, que:

Todas as obras de requalificação urbana, que ele diz que não tinham financiamento, estavam financiadas em 40%.

Recebeu € 505.000 referentes a fundos comunitários relativos a obras do mandato anterior.

Recebeu um patrimonio pronto a vender no valor de € 1.087.915.

A obra de Requalificação Urbana da Salema estava financiada a 100 %.

A estrada Boca do Rio / Salema tinha uma pré-candidatura ao PO Algarve com um financiamento de 65%, que se veio a concretizar e recebeu € 645.314,16.


DIA 29 DE SETEMBRO

NÃO TROQUE A COMPETÊNCIA E A CAPACIDADE DE GESTÃO POR UM SORRISO, QUE  DESCONHECE A SINCERIDADE.

NÃO TROQUE O SEU FUTURO E O DOS SEUS POR UM BRINDE PUBLICITÁRIO OU UM ELETRODOMÉSTICO.

NÃO TROQUE O SEU VOTO POR UMA PROMESSA DE EMPREGO, QUANDO TODOS SABEMOS QUE NÃO É POSSÍVEL OS ORGANISMOS PÚBLICOS ADMITIREM MAIS FUNCIONÁRIOS.

NÃO ACREDITE NUM PROJETO PARA TODOS, QUANDO TODOS NÓS SABEMOS QUE, NOS ÚLTIMOS 4 ANOS, SÓ ESTEVE AO SERVIÇO DE ALGUNS.

O SEU VOTO VALE MAIS DO QUE ISSO.
POR SI E PELO CONCELHO VOTE PSD

quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

Entrevista do Eng. Gilberto Viegas ao Jornal Região Sul

Quero evitar mais quatro anos de oportunidades perdidas” 
Entrevista ao candidato do PSD à câmara de Vila do Bispo, Gilberto Viegas.

Reconquistar a câmara de Vila do Bispo para o PSD é o objetivo do candidato social-democrata Gilberto Viegas, que volta a candidatar-se ao cargo depois de ter sido derrotado, há quatro anos, pelo socialista Adelino Soares. Face àquilo que descreve como a “inexistência de capacidade e de visão” do atual executivo, que acusa de ter deixado a autarquia em “descontrolo financeiro”, o ex-presidente pretende “retomar” o trabalho que entende ter iniciado e desenvolvido durante mais de uma década, apostando em deixar “obra marcante” na área do desenvolvimento económico local, de forma a fixar jovens e reduzir a taxa de desemprego registada no concelho.

Gilberto Viegas
Diretor regional de Economia
Gilberto Reis Viegas desempenha atualmente as funções de diretor regional de Economia, cargo para o qual foi nomeado em março de 2012. Com 54 anos de idade, é natural de Budens, no concelho de Vila do Bispo. Licenciou-se em Engenharia Eletrotécnica e desempenhou as funções de presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo entre 1998 e 2009, depois de ter sido vereador da mesma autarquia entre 1994 e 1997 e vereador a tempo inteiro na câmara de Lagos, entre 1990 e 1993.

Região Sul (RS) - Por que razões se decidiu candidatar à presidência da Câmara Municipal de Vila do Bispo?
Gilberto Viegas (GV) – Decidi aceitar esta candidatura por constatar no atual executivo a inexistência de capacidade e de visão para garantir o desenvolvimento sustentado do concelho e a falta de objetivos que a ausência de propostas que se verifica no programa eleitoral do candidato do PS é disso testemunha e, desta forma, por um lado evitar mais quatro anos de oportunidades perdidas e, por outro, travar a continuidade de uma gestão cujos propósitos são exclusivamente servir fações e grupos de interesse e não os interesses gerais do concelho e da comunidade.
Como é corrente dizer-se, o atual executivo, liderado por Adelino Soares, durante este mandato, conduziu a câmara para o descrédito e para o endividamento descontrolado, colocando o concelho em sério risco de perda de oportunidades. Pretendo, com a minha candidatura, manter o caminho do desenvolvimento que veio a ser seguido até 2009, uma vez que considero que seria um desastre total permitir a continuidade do descalabro, que atualmente se
verifica, por mais quatro anos. Apresento, assim uma equipa séria e experiente, já com muitas provas dadas na gestão autárquica quer ao nível da câmara, quer ao nível das juntas de freguesia e empenhada em trabalhar para os interesses da comunidade e do concelho, e que através desta candidatura pretende garantir com segurança a possibilidade da população nestas eleições de 29 de setembro – voltar a colocar o concelho no rumo certo.

QUEREMOS A VERDADE!!!




No debate promovido pela Radio Sagres FM, o Sr. Adelino Soares tentou sempre levar o mesmo para o passado, ou seja, falar sobre o que se passou de há 4 anos para atrás.
Uma vez que o Sr. Adelino Soares faz tanta questão em levar o debate para antes de 2009, vamos falar do passado, mais precisamente da sua gestão na presidência da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo.

Ao longo dos últimos 4 anos foram apresentadas situações que levantam muitas dúvidas relativamente à sua capacidade de gestão e até mesmo à sua honestidade. Não queremos ir para um ato eleitoral, e acreditamos que o Sr. Adelino Soares também não, com duvidas. 

O PSD de Vila do Bispo e a população exigem que esclareça com verdade e com provas, tal como nós o fazemos, as situações seguintes:

1-      Porque é que a Obra do Quartel custou cerca de 1.355.493,00€, quando o valor inicial previsto da era 717.000,00€? (anexo 1). Não nos venha dizer que a diferença deveu-se a trabalhos a mais, devido a erros e omissões do projeto, porque alguns trabalhos considerados trabalhos a mais, resultaram de “alterações” ao projeto por iniciativa do dono da obra, sem qualquer suporte legal para poderem ser executados (anexo2).

2-      A Direção dos Bombeiros recebeu primeiramente para a construção do quartel 600.939,40€, a COMPORTO (empresa construtora do quartel) faturou e recebeu 503.194,34€, chega-se facilmente à conclusão que 97.775,06€ tiveram outro destino (anexo 3).


3-      Posteriormente a Direção dos Bombeiros recebeu mais 170.000,00€ do MAI (Ministério da Administração Interna), mas só 51.206,40€ foram faturados e pagos à COMPORTO, significa que 118.973,60€ tiveram outro destino (anexo 3). Qual foi o destino destes 216.748,66€ que não foram pagos à COMPORTO?
A nossa conclusão é que o Sr. Adelino Soares é um mau gestor (na Câmara Municipal também o é). A sua conclusão qual é?


4-      Na apresentação de contas do ano contabilístico de 2010 apurou-se que o saldo positivo de 192.596,71€ não corresponde à realidade (anexo 4) e que FALTAM 185.220,24€ nos cofres da Associação (192,596,71€ – 7.376,47€ em depósitos bancários), quem o refere é o Presidente da direção, Sr. José Jaime, na Assembleia Geral da Associação no dia 20 de agosto de 2011 (anexo 5).
A nossa conclusão é que a honestidade do Sr. Adelino Soares está posta em causa. A sua conclusão qual é?


5    Todos nós sabemos que os Bombeiros precisam de dinheiro e que qualquer fonte de receita é uma mais-valia. Porque é que o Sr. Adelino Soares, enquanto presidente da Associação, arrendou a Bomba de Abastecimento de Combustível à Alves Bandeira por 35 anos (anexo 6), por um valor de 1.000€ por ano (anexo 7).
A nossa conclusão é que o Sr. Adelino Soares é um mau gestor e não sabe defender o interesse público (na Câmara Municipal é igual). A sua conclusão qual é?
6
           Porque é que construiu um PT, quando o mesmo não estava previsto no caderno de encargos da obra e que apenas serve a energia elétrica à Pensão Mira Sagres (anexo 8) e os Bombeiros continuam sem gerador e sem ligação ao PT.
A nossa conclusão é que o Sr. Adelino Soares é um mau gestor, que usa os dinheiros públicos a seu belo prazer e que só defende os interesses dos amigos (na Câmara também o faz). A sua conclusão qual é?


7     Porque é que o presidente da Assembleia Geral da direção do Sr. Adelino Soares e agora seu mandatário de candidatura sentiu a necessidade de pedir à direção dos Bombeiros uma certidão de “honestidade” (anexo 9).
A nossa conclusão é que quem tem a consciência tranquila não faz pedidos destes. A sua conclusão qual é?

Temos a noção que o que aqui está escrito é muito grave, mas não “inventamos”, quem o afirma é uma Comissão nomeada pela Assembleia Municipal, composta por elementos das bancadas do PS, PSD e MDI mais o presidente da Assembleia Municipal, Dr. Rui Correia.
O Ministério Publico, através da Policia judiciária, está a investigar este caso há mais de um ano, e não adivinhamos um futuro risonho para os intervenientes.